A hora e a vez: a jornada de um herói na mitologia de Guimarães Rosa #1


De 19 de agosto a 8 de outubro de 2017, o Reticência Jornalística publica, em oito partes, o artigo A hora e a vez: a jornada de um herói na mitologia de Guimarães Rosa, que escrevi como requisito para obtenção do título de especialista em Letras e Literatura pela Universidade Metodista de São Paulo, com apoio do doutor em Letras Marcelo Furlin.

Resumo

A morte de João Guimarães Rosa completa 50 anos em 2017. Desde a publicação de suas obras, estudiosos atribuíram características mitológicas (ou mitopoéticas, na expressão utilizada por Alfredo Bosi) ao material produzido pelo autor. Sagarana é o livro do escritor que indica esse atributo logo no título. O significado do neologismo remete a histórias semelhantes a lendas. Nesse contexto, este artigo busca verificar se a principal novela da publicação pode ser considerada mitologia e seu personagem principal, um herói. Para isso, será estudada e aplicada a teoria da Jornada do Herói – descoberta por Joseph Campbell e atualizada por Monica Martinez – numa observação detalhada acerca do texto em foco: A hora e vez de Augusto Matraga. O escrito, em que Rosa descobriu o melhor de si, faz referências subjetivas à Bíblia e conta a saga de um homem mau do sertão que, após provações, se transforma e alcança certa redenção. Esta pesquisa retoma, ainda, um pouco da vida e da obra daquele que foi um dos mais notáveis autores brasileiros, além de fazer uma apresentação minuciosa da novela e das teorias utilizadas, bem como a visão de outros acadêmicos sobre o tema.

Palavras-chave: A hora e vez de Augusto Matraga. João Guimarães Rosa. Análise literária. Mitologia. Jornada do herói.

A hora e a vez - a jornada de um heroi na mitologia de Guimaraes Rosa


The Hour And Turn Of Augusto Matraga: Journey Of A Hero In Mythology Written By João Guimarães Rosa – Abstract

The year 2017 marks the fiftieth anniversary of João Guimarães Rosa’s death. Since the publication of his books, researchers assigned mythological features (or mythopoetic, an expression used by Alfredo Bosi) to the work of this author. Sagarana is a book of the author that shows up this feature right in the title. The meaning of neologism refers to stories that resembles to legends. In this context, this article aims to verify if the main novel of the book can be considered as mythological and its main character, as a hero. Thus the theory of Hero’s Journey – discovered by Joseph Campbell and improved by Monica Martinez – will be analyzed and applied in a detailed view about the text: The hour and turn of Augusto Matraga. The text, which Guimarães Rosa says he has done his best, makes subjective references to the Bible and tells the story of an evil man from the backlands who, after many trials, transforms and obtains redemption. This research slightly resumes the life and work of one who was one of the most notable Brazilian authors, besides making a meticulous presentation of the novel and theories used and exposing the vision of other academic on the subject.

Keywords: The hour and turn of Augusto Matraga. João Guimarães Rosa. Literary analysis. Mythology. Hero’s Journey.


Referências bibliográficas

  • AMOSSY, Ruth. Imagens de si no discurso: a construção do ethos. São Paulo: Contexto, 2014.
  • ARENDT, Hannah. A condição humana. 10ª ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007. 
  • BARTHES, Roland. O prazer do texto. São Paulo: Perspectiva, 1987.
  • BÍBLIA. Português. Bíblia Sagrada. Tradução CNBB. 8ª ed. São Paulo: Canção Nova, 2008.
  • BOSI, Alfredo. História concisa da literatura brasileira. 50ª ed. São Paulo: Cultrix, 2015.
  • CAMPBELL, Joseph. O herói de mil faces. São Paulo: Pensamento, 2007.
  • JUNG, Carl Gustav. Os arquétipos e o inconsciente coletivo. 2ª ed. Petrópolis: Vozes, 2000.
  • LE GOFF, Jacques. Heróis e maravilhas da Idade Média. Petrópolis: Vozes, 2009.
  • MAQUIAVEL, Nicolau. O príncipe. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2014.
  • MARTINEZ, Monica. Jornada do herói: a estrutura narrativa mítica na construção de histórias de vida em jornalismo. São Paulo: Annablume, 2008.
  • MOISES, Massaud. A literatura brasileira através dos textos. 29ª ed. São Paulo: Cultrix, 2012.
  • ROSA, João Guimarães. Grande sertão: veredas. São Paulo: Nova Fronteira, 2015b.
  • _______________________. Sagarana. São Paulo: Nova Fronteira, 2015a.
  • VOGLER, Christopher. A jornada do escritor: estruturas míticas para escritores. 2ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2006.

Leia todo o artigo:
19/08/2017 – Você está aqui
26/08/2017 – Introdução
02/09/2017 – Criador…
09/09/2017 – …e criatura
16/09/2017 – Hora e vez
23/09/2017 – O herói e sua jornada
30/09/2017 – A trajetória de Augusto
07/10/2017 – Considerações finais

7 comentários em “A hora e a vez: a jornada de um herói na mitologia de Guimarães Rosa #1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s